sábado, 15 de setembro de 2012

Metabissulfito de potássio.

Setembro é tempo da Enologia e como não existem vinhos biológicos vamos conhecer um dos químicos fundamentais no fabrico de vinho.


A sua principal função é não permitir que o vinho entre em fermentação rapidamente e assim permite, por exemplo, fazer  a Jeropiga como ela realmente deve ser feita que é no inicio do processo de fermentação do vinho. Actua como agente sequestrador do oxigénio, reduzindo a oxidação, mata a micro-flora indesejada, torna os polifenóis mais solúveis e actua como um agente anti-oxidásico contra as enzimas oxidásicas.

A sua utilização deve seguir as normas devidamente regulamentadas e é muito importante não confundir este metabissulfito  com o metabissulfito de sódio que são coisas completamente distintas.

3 comentários:

Tubaral disse...

Pois é tenho que começar aprender esses nomes... estou em vésperas das vindimas, este vai ser a minha primeira vez, vamos la ver como corre!
Uma pergunta se me permites,, existe forma de descobrir que castas tenho ?
Cumprimentos

QUINTA DA FONTE COBERTA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
QUINTA DA FONTE COBERTA disse...

Sim é possível; se tiveres uma foto com o cacho ainda será mais fácil no entanto isso aplica-se apenas às castas principais, pois as regionais poderão gerar alguma discussão, se puder ajudar todos os fins de semana estou com um enólogo (José Cotas) que poderá dar uma ajuda... mas o ideal é puderes cruzar este conhecimento com alguém localmente para que possas reduzir a margem de erro que existe.

Cumprimentos,
Fernando